Nasceu Dante!

Depois de muito tempo sem atualizar o blog e cheia de histórias para contar, fico feliz em começar pela história do Dante.

Dante é o primeiro e esperado filho da Marta e do Jocimar. Desde antes de engravidar, Marta entrou em contato comigo para falar a respeito do seu desejo de um parto natural, e esse desejo permaneceu até o dia de hoje.

Marta e Jocimar em um belíssimo ensaio fotográfio realizado pela fotógrafa Aline Tunala
Clique aqui para ver mais fotos e saber mais sobre a fotógrafa 

Foi uma enorme batalha e uma peregrinação para encontrar aqui em Cachoeiro de Itapemirim um obstetra que respeitasse as escolhas de Marta e que topasse acompanhar seu parto da maneira com que ela havia sonhado. Até que uma luz surgiu na cidade vizinha, e em Castelo encontramos o obstetra Manoel Martins. Calmo, respeitoso e disposto a acompanhar um parto com o mínimo de intervenção, encontramos nele a salvação da lavoura. Porém, ele nos informou que não acompanhava partos na cidade e que para acompanhar a Marta, deveríamos seguir para Castelo. Como eram apenas 40 minutos de carro, achamos que seria seguro.

Os pródromos começaram a ficar intensos nos últimos 4 dias, até que às 18:00 horas do dia 13 de março de 2013, Marta me ligou avisando que estava com contrações irregulares. Pedi que ela anotasse as contrações por por uma hora e depois eu ligaria para saber como estava. Uma hora depois as contrações ainda estavam irregulares, então decidimos esperar mais uma hora, mas não foi necessário. Meia hora depois Marta ligou avisando que as contrações estavam bem mais fortes, então resolvemos que era hora de ir pra lá. 

Antes de sair de casa, avisei a Eluzia (Enfermeira Obstétrica) e pedi que ela fosse também para deixar a Marta mais tranquila. Cheguei na casa dela por volta das  20:00 horas e Eluzia chegou pouco tempo depois. Esperamos algumas contrações e resolvemos avaliar a progressão do trabalho de parto.
E lá estavam 3.5 centímetros de dilatação, bebê cefálico, bolsa íntegra.  Tudo indo como planejado. Mas um tempo tempinho trabalhando, nos despedimos de Eluzia (que precisava voltar para seu baby de apenas nove meses! rs) e começamos a nos organizar para seguir para Castelo.

Tudo pronto e lá fomos nós. Marta estava tão calma quanto poderia. Descansava bem entre as contrações, conversava e fazia piadas. Durante o trajeto ela cantou, vocalizou e fez exercícios de respiração. Foi tudo uma tranquilidade. Chegamos ao hospital lá pelas 23:00h e esperamos a chegada do obstetra. Novo toque e lá estavam 5 centímetros de dilatação. 

Fomos encaminhados para a sala de pré parto. Marta, eu e o papai Jocimar! Já havíamos combinado que se apenas 1 pessoa pudesse entrar, que seria o pai, mas tudo correu melhor que a encomenda e ficamos os 3 juntos.

A cada contração uma nova posição. Tudo o que a agradava nós fazíamos, massagens, carinhos, e todas as posições que ela queria. Deitada, sentada, agachada, no chuveiro com a bola sem a bola, etc... Papai Jocimar dando todo o apoio que um pai poderia dar, sem dúvida um parto a feito a dois.
Mais tarde Dr. Manoel voltou e pediu para fazer uma nova avaliação. 8 centímetros de dilatação. Nessa hora ele perguntou se poderia romper a bolsa que ainda estava íntegra, explicou que havia tomado essa decisão porque Dante ainda estava muito alto, verificou se o cordão estava próximo a saída, pediu licença e rompeu a bolsa. Líquido claro indicando que Dante estava muito bem.

Marta estava entregue a Partolândia. Cansada ela conversava com o bebê, orava, agradecia a Deus, cantava, pedia “Vem logo Dante, mamãe quer dormir um pouco!”, e abraçava o marido sempre alí do lado.

Mais um tempo de espera e exercícios e chegamos a dilatação total. Nessa hora Dr. Manoel informou que havia um pequeno edema no colo do útero, nada que impedisse a Marta de parir.
Voltamos para o chuveiro enquanto a sala de parto estava sendo preparada. Os puxos já estavam intensos, e a cada contração uma alta vocalização e uma força involuntária era feita. Marta já estava exausta por conta de uma noite mal dormida, mesmo assim aguentou firme.

Durante o expulsivo, semi-sentada na mesa de parto, ela fazia força mas sem muita evolução. O obstetra explicou que iria proteger o períneo e perguntou se os pais concordavam em permitir que fosse feito a episiotomia se ele achasse necessário, os dois concordaram. Várias contrações depois e o cansaço de Marta começava a atrapalhar o expulsivo. Foi quando a episiotomia foi feita. Mais duas contrações e lá estava Dante! Gordinho, loirinho e super alerta.

Assim que nasceu Dr. Manoel levou Dante para cima de Marta, mas o cordão umbilical era curtíssimo e não permitia que ele afastasse o bebê para além da pelve da Marta. Era preciso cortar o cordão. Respeitosamente ele ofereceu ao pai a tarefa, na hora com a pressa de que o bebê fosse ajeitado no colo da mãe ele acabou dizendo ao obstetra que poderia fazê-lo. 

E assim Dante ficou com a mãe e o pai, logo depois que nasceu SEM CHORAR, de olhos abertos ouvindo a voz dos pais que falavam com ele entre lágrimas. E os três ficaram lá, se conhecendo, se cheirando e aproveitando cada minuto daquele momento mágico.

Dante veio para o colo da mamãe assim que nasceu

Dante nasceu com 3,630kg e 47 centímetros às 02:44h da madrugada do dia 14 de março de 2013. Só chorou quando o pediatra Sylvio Baptista Junior, o levou para verificar se estava tudo bem.

E foi assim, que Marta conseguiu um parto humanizado quase natural, acompanhado do marido, da Doula e das curiosas enfermeiras do hospital que nunca haviam visto aquilo! rs

Parabéns para a nova família!

Marta, você foi uma guerreira! Seguiu forte até o fim, se dedicou a cada minuto, foi perfeita! Parabéns, você merece muito!!

Jocimar, parabéns por ter se mantido firme ao lado de sua amada, dando todo o suporte que ela precisava. Você foi incrível e imprescindível para essa vitória.

Eluzia, obrigada pelo carinho e atenção, e por ter topado ir de última hora até a casa da Marta! Você foi um anjo!

Dr. Manoel Martins, obrigada por acreditar na Marta, por respeitar a todos nós e por fazer o que era possível para seguir aquilo que ela desejava.

Obrigada a toda equipe da Santa Casa de Misericórdia de Castelo, que ajudaram a proporcionar para essa família um dos momentos mais inesquecíveis que irão viver.

Por fim, eu agradeço a Marta e Jocimar, por terem confiado em mim desde o início e por terem permitido que eu vivenciasse tamanha emoção ao lado de deles!
Obrigada e muita felicidade!

 A família feliz, no primeiro contato pele a pele minutos após o nascimento


De banho tomado, o charmoso Dante!

4 comentários:

Luciana Fernandes quinta-feira, março 14, 2013  

Lindo relato. o amor e a coragem da Marta, junto com a amor e o apoio presente do pai Jocimar e de toda uma equipe tornaram esse momento mais mágico.

Deus abençoe a todos,
bjs

Marina Bernardelli,  quinta-feira, março 14, 2013  

PARABENS MARTA E JOCIMAR...Que DEUS os abençoe, que este menino cresça em força e em sabedoria no SENHOR JESUS
felicades e um beijão!

MARTA VC É UMA GUERREIRA! FELICIDADES.

Flavia Abreu sexta-feira, março 15, 2013  

Que lindo MEl!
Me emocionei! rs

Anônimo,  terça-feira, abril 02, 2013  

Parabéns Jocimar e Marta, pela grande benção que é trazer uma vida ao mundo, que Deus possa abençoar imensamente a vida dessa criança...Muito emocionante esse momento que vcs viveram. Abraço ao casal e felicidades, o Dante é lindo. Ass: Nathiale

Postar um comentário

  © NOME DO SEU BLOG

Design by Emporium Digital